segunda-feira, 19 de março de 2012

PE: Sem previsão para liberação do corredor de ônibus em Olinda


Três anos de reformas ainda não foram suficientes para deixar a Avenida Pan Nordestina pronta para atender às necessidades de quem precisa trafegar pelo local. Usuários da via, que é uma das mais movimentadas de Olinda, reclamam de pelo menos três problemas no local: falta de iluminação, os constantes assaltos a motoristas e pedestres, e o mais recente deles: o corredor exclusivo para ônibus inaugurado em fevereiro para ajudar a diminuir o trânsito na PE-15 cedeu um dia depois de ser inaugurado e o trânsito voltou a ficar caótico no local. 

As 19 linhas que circulam na Pan Nordestina voltaram a parar nas antigas paradas e novos reparos estão sendo realizados no local. Futuramente o espaço fará parte do Corredor Norte-Sul, tornando-se uma ligação entre o norte do Grande Recife e a capital, diminuindo a viagem de Igarassu ao Recife que será encurtada em cerca de 15 minutos. 

Outro problema alegado pelos motoristas é a falta de sincronia de sinais. O viaduto recém-construído próximo ao corredor Norte-Sul foi apelidado de “o viaduto das lombadas”. Há vários defeitos no asfalto, com junções malfeitas e estreitamento não sinalizado. O giradouro que fica localizado embaixo do elevado ainda não foi terminado e os moradores e motoristas não se arriscam a passar pelo local, principalmente à noite. 

De acordo com a Secretaria Estadual das Cidades, a construtora responsável pela obra do corredor exclusivo de ônibus da Avenida Pan Nordestina já foi penalizada e está arcando com os reparos necessários sem que nenhum custo seja repassado para o Estado. A empresa também está realizando um estudo para identificar o que provocou o afundamento da via em tão pouco depois da entrega. O órgão está aguardando a empresa finalizar o estudo, para informar o prazo que vai durar o reparo.
Fonte: Pernambuco.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário